Made in USA (1966)

Pareceu-me um dos filmes mais fracos da celebrada fase sessentista de Jean-Luc Godard: Anna Karina meio no piloto automático, reedição de idéias de outros filmes (às vezes lembra uma mistura preguiçosa de O Pequeno Soldado com Pierrot Le Fou), desperdício de boas idéias (como o personagem de Jean-Pierre Léaud) e mesmo o humor tirado das citações em situações absurdas parece não funcionar muito.

Sim, tem seus momentos de interesse, bela utilização da música, bom desfecho, aparição de uma estonteante (embora também subaproveitada) Marianne Faithfull, algumas gags realmente engraçadas e aquele talento amadurecido do Godard em enquadrar. Mas é um filme de cansaço, que os chegados em associar biografia e criação certamente vão associar ao fim de sua relação com Karina, mas que me parece mais um impasse criativo, mesmo. Como se estivesse presente também uma pergunta: dá pra ser pertinentemente político fazendo o cinema que ando fazendo (isto é, que ainda remeta a uma crítica E admiração aos EUA, essencialmente românticas)?

Dois fatos corroboram minha tese: o filme lançado no mesmo ano, Masculin féminin: 15 faits précis, onde esse impasse fique mais evidente ainda, pois na minha opinião é um dos filmes mais inócuos dele dessa fase; os filmes que vêm logo depois, 2 ou 3 choses que je sais d’elle e La Chinoise, com que parecem realocar a política em seu cinema.

Anúncios

5 Respostas para “Made in USA (1966)

  1. Acho que o filme foi meio traumatizante pra mim, já que depois dele nunca mais vi outro Godard.

  2. Também achei o pior dele nessa época, já derivativo. Gostei mais do “Masculin Féminin”.

  3. Sim, derivativo. Ainda acho Masculin Féminin um pouco mais fraco, mas os dois estão num nível abaixo de quase tudo que ele fez nessa época.

  4. Eduardo Aguilar

    Adoro “Made in Usa”. Qdo o vi ainda não fazia idéia, apesar de conhecer o Carlão há um bom tempo, q. a famigerada Paula Nelson havia saido deste filme. Acho q. só o coloco abaixo de “O Desprêzo” e tb. gosto muito de “Masculino-Feminino”, enfim, aí está a beleza do cinema e da arte, tipo, o q. desagrada alguns é exatamente o q. apaixona a outros.

  5. Made in USA é irritante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s