Nunca antes visto na TV

Não falarei do capítulo final de Maysa, série da qual assisti somente um capítulo e meio. Falarei rapidamente do que vi em geral, porque não acho que mereça mais do que algumas linhas: figurinos e arte caprichada, maquiagem ainda mais, uma atriz nova num trabalho de imersão fantástico, um trabalho de luz incomum na TV brasileira; mas também um texto vagabundo, uma direção incapaz de trabalhar as cenas seja no espaço (a cena da cachoeira é o maior exemplo: qual a distância entre Maysa e a cachoeira? Entre ela e as outras pessoas? Não basta colocar tudo no mesmo quadro…), seja no drama (até porque na maioria das vezes os atores estão apenas recitando o texto, mesmo que bem).

Mas o que mais me impressionou, que eu acho que é inédito na TV, foi a apresentação de uma cena que – esperava-se – era crucial na série: Maysa cantando Ne me quitte pas no Olympia, um dos pontos máximo de sua carreira em termos de ousadia e consagração. Pois bem, lá estavam a luz linda de Afonso Beatto, a atriz encarnada, a gravação ao vivo original (salvo falha minha), tudo no lugar. Ela começa a cantar, a câmera começa o travelling circular, corta pra mais longe, corta pra mais perto, nada com muito propósito, câmera sempre rodando, aquela coisa, mas ainda estamos interessados. Ainda ao som da música, vemos o filho dela no internato, onde tinha sido deixado alguns dias antes, e não há, por mais frouxo que seja, como evitar um fio de emoção que começa a se construir. Pois bem, volta a imagem da Maysa cantando e, depois de um verso, INTERVALO. Puta que o pariu. Cortaram a música no meio.

Mas o inédito vem agora: acaba o intervalo, volta a minissérie e… a apresentação continua do ponto onde parou !!!!!!! Uma cena-ápice, guiada por uma música, cortada ao meio na hora onde começava a emocionar… evidentemente, depois dos comerciais, ninguém volta a vê-la com o interesse de antes, tudo se esfria e a cena perde tudo que tinha construído até ali. Alguém pode me explicar qual a motivação para isso? Não precisa ser dramática, pode ser prática, comercial etc.

Já li muitas críticas de novelas e séries da Globo dizendo, explicitamente ou não, que os realizadores não sabem fazer cinema. Pois ali ficou claro para mim que o pessoal não sabia fazer televisão. Embora, claro, pode ser que eu é que ignore uma prática comum.

Anúncios

9 Respostas para “Nunca antes visto na TV

  1. Olha, eu acho que foi pura maluquice do Jayme ou de um editor desatento.

    Não dá nem pra dizer que foi um motivo de formato porque a Globo fez cada capítulo com uma duração diferente. As produtoras lá fora sempre fazem com uma mesma duração e, quando precisam, cortam cenas inteiras só para o produto ficar no padrão. Aqui não, Maysa teve capitulo de mais de uma hora e depois no dia seguinte de meia hora. Falta de material para colocar?

    O padrão Globo de qualidade é muitas vezes um engodo. Um das faltas de juízo dessa minissérie é que fizeram filmagens em Veneza, para o casamento de Maysa e Andre. Foram diversas locações com eles sorrindo para lá e pra cá. Sem uma linha de diálogo. Desperdício de dinheiro para produzir cenas de cartão postal.

    Pra mim, Maysa foi apenas mediana. Não fiquei empolgado em nenhum capítulo. O que salvou foi a interpretação de Larissa Maciel.

  2. As series da Globo deviam servir de respiro ao formatao das novelas mas isso nao acontece, com a exceçao de Luis Fernando Carvalho. Maysa serviu para elevar o nivel tecnico com cameras top HD, luz e arte mais elaboradas mas misen scene zero.

  3. Pois é, bastante pertinente seu comentário, Milton. E as pessoas ainda se impressionam com as séries da Globo que, na verdade, com algumas exceções, são grandes porcarias.
    Quanto à Maysa, também só vi alguns pedaços, e até pensei em me esforçar para acompanhá-la mas me pareceu tudo muito “Olga” … mas fiquei encantado com a beleza e com o trabalho da protagonista.

  4. Hilário Milton, só rindo depois de uma cagada dessa, eu q não vi um segundo já tava ficando empolgando com seu relato! Q absurdo!

  5. netiteve, acho difícil ter sido obra de um editor desatento, até porque essas decisões devem ser tomadas por gente mais acima na cadeia produtiva interna. Por isso, e respondendo também ao Michel, não sei se foi uma “cagada” ou foi intencional (qualquer uma das opções é absurda). Mas que as coisas às vezes são mais bagunçadas do que a gente pensa, isso são.

    Ao Keenan e Wallace: eu ia abrir o texto dizendo que o que eu vi era melhor que Olga, mas isso não iria dizer muita coisa.

  6. Aguentei poucos minutos, sempre que tentei ver – não foram muitas vezes. Ao contrário de muitos, achei a interpretação da protagonista muito ruim, além dos habituais roteiros podres das séries da Globo. A luz era boa, mas enfeitada demais, forçada. Forçado é uma boa palavra para definir a série.

  7. Milton, por uma coincidência, essa foi a única cena da série que eu vi. Também estava impressionado com a beleza (o figurino que a atriz usava era espetacular – vieram à minha mente imagens de filmes de Lynch e Hitchcock) e também levei um susto tremendo com a entrada da vinheta para o comercial _só que eu mudei de canal em seguida e não vi o resto da cena, que havia dado por encerrada ali.

  8. Moisés, a interpretação da Larissa – que eu defendo – é discutível, mas a luz de Afonso Beato está a anos-luz em termos de sofisticação de 99% do que se faz na TV. Concordo quanto ao “forçado”.

    “vieram à minha mente imagens de filmes de Lynch e Hitchcock”

    Não cheguei a tanto, Marcelo!
    Mas voltando à cena, eu também pensava que a mancada parava por ali… o susto foi maior na volta!

  9. Essa mesma “mancada” de edição aconteceu no capítulo seguinte e do mesmo jeito. Comercial no meio da música e depois retorna de onde parou.

    Duas vezes já vira estilo…. eh ehe he

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s